PLMX e a base da Indústria 4.0

PLMX e a base da Indústria 4.0

Fundada em 1847 na cidade de Berlim na Alemanha, a Siemens é um conglomerado industrial com atuação em diferentes segmentos que emprega atualmente mais de 360.000 pessoas em 190 países. Sendo uma das responsáveis pela estruturação dos conceitos da chamada Indústria 4.0, ou Manufatura avançada é dona de uma das mais avançadas fábricas do mundo, fundada há 25 anos, onde máquinas e computadores assumem 75% do trabalho, restando aos funcionários lidarem com processos de manufatura somente no início dos mesmos. De acordo com a companhia, são feitos 15 milhões de controladores programáveis modulares por ano, os chamados PLCs (Programmable Logic Controller), com um índice mínimo de erros durante os processos.

Os mundos reais e virtuais irão se fundir no processo de produção, e as soluções apresentadas pela empresa são um exemplo de como no futuro, as fábricas serão mais flexíveis do que atualmente e atingirão maior eficácia econômica por meio da produção individual de cada item, de forma rápida, a baixo custo e em níveis mais elevados de qualidade.

Em parceria com a PLMX, representantes nacional da área PLM da Siemens, que oferece suporte aos diversos softwares disponíveis para etapas como: projeto, fabricação e gerenciamento fabril, a Siemens trouxe ao Open House do Grupo Masipack, conceitos considerados a base da Indústria 4.0.

Por meio de uma máquina conceito fabricada com eletrônica Siemens, foi possível conhecer a tecnologia do Digital Twin, uma simulação avançada do equipamento que permite testes de funcionamento, antes da fabricação física de seus componentes e também a manufatura aditiva, que através da impressão 3D de peças ainda em seu processo de desenvolvimento permite melhores estudos de aplicabilidade, sendo possível em alguns casos até mesmo em substituição da peças originalmente utilizadas em outros processos de produção como a usinagem ou injeção.

Fechar Menu